24 de mai de 2006

Contando um pouco das Férias...

Contando um pouco das Férias...

Como eu suspeitava, na KGB as coisas estão bem agitadas. Depois de 2 semanas de férias, tenho a companhia inseparável de uma pilha gigantesca de afazeres na minha mesa, já que o chefe não fez nada (do meu trabalho) na minha ausência!!!!

Bom, as duas semaninhas de folga foram boas, a primeira totalmente em casa, botando as coisas por aqui em ordem. Mandei o sofá para forrar, aliás devo buscá-lo essa semana, e arrumei as contas que estavam empilhadas desde o ano passado! Ficamos aqui, curtindo as manhãs mais compridas (dormindo) e a casa, coisa que a gente nunca pode nas semanas normais e nos finais de semanas cheios de compromisso familiares.

A semana passou meio que na expectativa da convocação do concurso do BACEN, que não rolou. Mas essa definição só saiu na sexta de tarde, portanto foram dias bem "agoniantes". O marido ficou bem chateado, mas ao modo dele, não deu nenhuma palavra, nem um "PQP" pra relaxar. Eu realmente tinha muitas esperanças (essa minha mania de Polianna!) e achei que na última hora iam chamar mais pessoas, até chorei. Agora é torcer para que alguém saia, se aposente ou que o projeto para mais vagas no BACEN seja aprovado pelo Min. do Planejamento.

O dia das mães foi muito bom e divertido, conseguimos reunir mãe, sogra, tias e vó numa mesma casa, o quê nos economizou muitos esforços e serviu para quebrar a dieta, já que numa reunião de divinas cozinheiras a competição estava grande!!

Na segunda eu viajei e já tive uma terrível espera no aeroporto, porque o meu vôo atrasou 1:30hs do horário previsto (era VARIG!!). Resultado, perdi o ônibus que saia de Cumbica às 12:40hs (horário que eu cheguei no saguão de bagagens do aeroporto!), mesmo tendo a sorte da minha mala ter sido a primeira à desembarcar. Tive que esperar até às 14:30hs para pegar outro ônibus e desembolsar R$ 25,00 ao invés de R$ 16,00 do outro.

Acabei almoçando no Pizza Hut já que tinha que esperar mesmo e depois fui me juntar à uma senhora que também esperava o ônibus. Para o meu azar, a senhora estava super carente, tinha perdido o marido a menos de um ano e ficou me contando (e chorando) toda a história da sua vida até chegarmos em Santos!!! E no meio disso tudo, de tanto ficar virada de lado ouvindo a conversa dela, eu fiquei enjoada na viagem e quase passei mal na cara dela!!! E mesmo assim ela não calou a boca!!!

Cheguei em Santos no meio da maior confusão, comércio fechado, não tinha ônibus na rua e polícia por todo lado. Meu pai teve a sorte de pegar um taxi na rua e segurá-lo até a minha chegada, senão íamos andando até em casa, e olha que é uma esticada!!! O resto da segunda foi dentro de casa acompanhando as notícias pela TV e sem ter muito o quê fazer, pois a cidade estava literalmente com toque de recolher. Os outros dias da semana transcorreram bem, todo mundo meio com medo de sair na rua no começo, mas depois tudo voltou ao normal

Não fiz nada de muito extraordinário nos meus dias em Santos, bati perna no Shopping, andei na praia de manhã (estava frio, não deu pra pegar Praia!) e curti meu Pai e até a Madrasta. Comprei bastante coisa, porque lá as coisas são realmente muito baratas. Acho que nós aqui em Brasília perdemos realmente a noção das coisas, comprei por exemplo 2 pares de sandálias por R$ 40,00 cada um e isso foi dentro do Shopping!!!

Bom, as compras foram as seguintes: uma sandália preta (tipo tamanco), uma sandália marrom (também tipo tamanco), um sapatinho tipo boneca crú (a cor), uma blusa de manga comprida, um conjuntinho de bolero e blusinha verde, 3 bolerinhos de crochê pra mim e um pra minha mãe (seu aniversário é agora dia 2!), um casaco pro marido, um marcador de livro chiquérrimo pra ele também, um vestido de malha cor de beringela e o vestido pro casamento que eu vou dia 9, que me saiu o mais barato do mundo. Falei pro meu Pai que só posso ficar lá uma semana por ano mesmo, senão eu vou falir totalmente!!!

Ah, andei de Bonde pelo Centro antigo de Santos e até ajudei uma sobrinha da minha madrasta com trabalhos da faculdade.

A viagem serviu mesmo para curtir o meu "gordinho" e pra tomar conta dele um pouco. Agora ele anda de bengala porque disse que cai, mas eu acho que ele pode ter sofrido um pequeno derrame, mas o teimoso não quer ir ao médico

A volta foi tranquila, a saudade estava muita, mas acho que era mais da minha parte do que do marido. Apesar disso ele fez um Fondue pra me esperar e estava todo bonitinho, cheio de novidades, até comprou uma bicicleta e está pedalando diariamente. Mas no domingo a vida já voltou ao normal, fomos à casa da sogra e ele nem arrumou mais a casa pra mim!!! O carinho todo também já passou...hehehehe!!!! Mas essa viagem serviu para me mostrar que tenho que ficar de tempos em tempos um pouco distante, porque sou "disponível" demais e assim ele não me valoriza tanto... Foi boa pra dar saudade, sabe!!!

Bom, então foi isso que eu fiz nas férias!!! A partir de amanhã, notícias fresquinhas do quadradinho...
Beijocas!!!

Um comentário:

Melissa disse...

Nossa Amiga, que delicia ler sua descricao da viagem (claro, a parte o lance da senhora carente que te deu enjoos, que saquinho ne? Mas eh isso ai, voce foi uma boa menina e deu atencao a quem precisava). Nossa, que vontade de passear pelos locais que voce foi e comprar as coisinhas que tenho certeza foram muito lindinhas!!

Adoro artesanato! Menina, to por fora de precos ai no Brasil. Uma sandalia por 40 mangos, pra mim parece caro!!!! Sei que quando for ai vou passar muitos sustos!

Que bom que pode curtir seu pai. A gente tem que dar valor eh em quanto ta vivo, ne? Depois nao ha coroa de flores que adiante!

Espero que seu pai se cuide, pro bem dele e alivio da familia toda!

Beijocas!

  © Free Blogger Templates Blogger Theme II by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP