10 de fev de 2010

Maternidade em tempo integral - uma experiência de 12 dias

Pois é, o marido viajou e estamos sós, eu e Gui, no quadradinho, nos fazendo companhia nesses dias nem tão bonitos assim...

A rotina tem sido assim:

05:30/06:00 - Vai até o quarto para levar a mamdeira ao pequeno... voltar pra cama (ou trazê-lo pra minha cama) e dormir inquietamente até as 07hs;

07/07:40hs - Corre pra trocar a fralda e não deixar de mostrar o caminhão de lixo para o pequeno ( o lixeiro agora dá tchau pra ele todos os dias!). Esperar a empregada chegar para poder tomar banho e me arrumar para o trabalho

08:15/08:30hs - Tomar café e brincar de bola ao mesmo tempo. Tentar fazer o pequeno comer alguma coisa entre a uva, a bisnaguinha com requeijão, o biscoito cream cracker e o suco de laranja com mamão. Entre tantas opções, alguma vai agradar!

08:40/09:00hs - Pegar tudo, sair correndo, colocar o pequeno no colo e descer as escadas de salto alto carregando o "chumbinho", entrar no carro, fazer "bibi" pra ele e sair correndo pro trabalho.

09/12:30 - Trabalhar, trabalhar, trabalhar. Muitas reuniões, muitos e-mails e nenhuma disposição

12:50/13:45 - Comer enquanto brinca de qualquer coisa com o pequeno, em seguida brincar de bola na varanda, mostrar as Vans na janela e convencer o pequeno de que mamãe vai trabalhar mas volta logo!

14:00/18:30 - Trabalhar, trabalhar, trabalhar. Muitas reuniões, muitos e-mails e nenhuma disposição

18:30/18:50 - Correr e correr, largando o trabalho de lado e correndo para render a babá/empregada que vai embora às 19hs.

19:00/21:00hs - Brincar, correr, ir ao parquinho, ver os ônibus, até que o pequeno pegue no sono...

21:01 até quando não conseguir mais segurar o sono - Tentar relaxar, ver os e-mails, escrever no blog, falar com o marido pelo telefone e achar que deveria fazer muito mais apesar de não ter parado nenhum minuto sequer no dia.

2 comentários:

Val disse...

Por que a gente dá o máximo que pode e sempre acha que poderia dar mais, vive se cobrando??? Ser mãe, mulher, dona de casa, funcionária, patroa é muito pra uma pessoa só. Queria ver os nossos maridos nos nossos lugares... Só ia funcionar uma coisa, o restante ia falhar. Eles nao conseguem fazer mais de uma coisa ao mesmo tempo...
Bjos, procura descansar no carnaval.

Paloma, a mãe disse...

Ai, eu também fico doidinha quando o marido viaja. A gente corre o dia todo,s e cansa e ainda acha que poderia ter feito mais.
Sobre o Carnaval, também ficaremos por aqui. Podemos combinar num parque, né? ou num bloco de Carnaval infantil (ouvi falar de uns, mas tenho de psquisar) ou num lugar para tomarmos um lanche... Te mando meus contatos por e-mail.
Beijos

  © Free Blogger Templates Blogger Theme II by Ourblogtemplates.com 2008

Back to TOP